"Hoje eu quero voltar sozinho" é o indicado brasileiro à vaga no Oscar 2015


O longa-metragem "Hoje eu quero voltar sozinho", de Daniel Ribeiro, é o filme que representará o Brasil na disputa por uma vaga entre os finalistas do Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira no Oscar 2015, promovido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

O anúncio foi feito pela ministra da Cultura, Marta Suplicy, na manhã de hoje, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. Segundo a ministra, a obra, de "alta sensibilidade, história original, com um roteiro bem desenvolvido e defendida por um elenco competente" é "uma produção de linguagem universal, aberta à compreensão e conexão com diferentes públicos".

"Hoje eu quero voltar sozinho" foi o escolhido, dentre 18 inscritos, pela Comissão Especial de Seleção do Ministério da Cultura formada por George Torquato Firmeza, diretor do Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores; Sylvia Bahiense, coordenadora-geral de Desenvolvimento Sustentável do Audiovisual da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura; pelo cineasta Jeferson De; pelo jornalista Luis Erlanger; e Orlando Senna, presidente do conselho da Televisão América Latina (TAL).

Sobre o filme

Baseado no curta "Eu não quero voltar sozinho", também de Daniel Ribeiro, seu primeiro longa-metragem mostra o cotidiano do adolescente cego Leonardo, sua relação com a melhor amiga, Giovana, e seu envolvimento com Gabriel, seu colega de escola. A obra entrou em circuito no Brasil em abril deste ano, já teve seus direitos de exibição internacional vendidos para diversos países, e tem previsão de estreia nos Estados Unidos para o dia 7 de novembro.

Para Diana Almeida, produtora do longa, "não existiria filme sem o setor público participando intensamente. Começamos recebendo o edital da Prefeitura de São Paulo para o desenvolvimento do projeto; na sequência, a gente aprovou o filme na Lei do Audiovisual e ganhou os editais do BNDES, da SABESP e da Eletrobras; e também tivemos o investimento do Fundo Setorial do Audiovisual". "Hoje eu quero voltar sozinho", contemplado na chamada PRODECINE 01/2012 do FSA (com o título "Todas as coisas mais simples"), conta com recursos do fundo no valor de R$ 600 mil. "As políticas para o nosso setor foram muito bem sucedidas nos últimos anos", completa Diana.

Fonte: Ancine

Comentários

Postagens mais visitadas