Como escolher uma TV perfeita para multimídia e videogames - Icon Publicitá

Icon Publicitá

Blog de Ricardo Araujo

test banner

Publicidade

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Como escolher uma TV perfeita para multimídia e videogames


Todo mundo está sempre discutindo se deve comprar PlayStation, Wii, Xbox ou qualquer um de seus "parentes", afinal, curtir as últimas gerações de games é um prazer que só quem curte consegue entender. Porém, é comum investir uma grana boa no console e na hora de jogar ter uma decepção, afinal, a TV ainda é aquela velhinha, comprada na promoção da loja de departamento.

Então, a melhor coisa a fazer e economizar uma grana para também adquirir um bom televisor, pois a experiência do jogo ganha dimensões inimagináveis quando se tem o aparelho certo. Mas, como escolher a TV certa para jogar? Vamos com calma, é preciso primeiro entender como se escolhe um novo televisor.

Em um primeiro momento, a TV Full HD é certamente a melhor escolha. Mas não basta comprar uma TV nova com o famigerado selo “HDTV Ready” achando que está pronto para curtir a resolução máxima da imagem digital. Não caia nessa. O Full HD é a resolução máxima que um televisor pode alcançar. No entanto, alguns detalhes precisam ser observados para se conseguir de fato ter a qualidade total.

Não adianta, por exemplo, comprar um jogo pirata e achar que vai ter qualidade total, pois é impossível. Geralmente, as cópias piratas sofrem compressão de arquivo para poderem ser copiadas naquela mídia (muitas vezes meia-boca) que se compra no camelô. A qualidade será inferior, sim, ainda que muita gente diga o contrário.


Para jogar, um dos itens mais importantes a se considerar é o tempo de resposta da imagem. Trata-se de um item essencial para jogos de ação, por exemplo. TVs com tempo de resposta de 16 milisegundos não servem para games, a decepção vai ser imensa quando você for jogar um Pro-Evolution Soccer ou um God of War, por exemplo. Esqueça, não rola. A partir de 8 ms a coisa já fica razoável, mas se você puder optar por uma de 2 ms, certamente terá uma resposta muito eficiente na hora de jogar.

Os refresh rates também devem ser considerados de suma importância. Recentemente, o padrão do mercado passou de 60 para 120 Hz, mas os novos modelos já chegam a 240 Hz sem fazer qualquer esforço. Aliado a isso, o contraste da imagem também é importante. Imagine Spore ou Dance Dance Revolution sem suas cores fortes e marcantes? O padrão mais comum atual é de TVs com 8.000:1 (DFC) de contraste, mas já existem aparelhos com 50.000:1.

Os novos aparelhos o LED para substituir os tubos fluorescentes. O LED reduz o uso de material tóxico, como o mercúrio, melhora as cores e o contraste, além de economizar muito mais energia.


Os melhores modelos à venda no país
Existem diversos modelos dos mais variados fabricantes que oferecem produtos de primeira linha para o gamer desfrutar ao máximo de sua jogatina. O TC-P50G11B, da Panasonic, custa cerca de R$ 5.200,00 e esbanja qualidade em suas generosas 50" de tela. Seus painéis NeoPDP são capazes de reproduzir o preto absoluto (Inifinito:1) e conseguem manter o nível de resolução, mesmo em imagens de alta velocidade. Não importa quão velozes são seus gopes no Street Fighter, a reprodução é impecável. Ela tem inclusive um modo de visualização chamado "Game" específico para jogar.

A Panasonic tem ainda dois modelos que são grandes e satisfazem os gamers. A TV de plasma Viera TX-P42X10B também esbanja performance com suas 42" e preço médio de R$ 3.000,00. Com impressionante refresh rate de 600Hz, as imagens em movimento ficam mais suaves, como se você estivesse vendo ao vivo. Sua versão de 50" tem basicamente as mesmas características e custa cerca de R$ 1 mil a mais. As TVs de plasma nem sempre são a melhor escolha para quem é um jogador hardcore, mas muita gente gosta de suas cores mais vibrantes.

A LG tem a impressionante TV de plasma 60PS80 BD, de 60", que tem um preço igualmente impressionante: quase R$ 10 mil. A tela é plana e o formato chega a 16:9, tornando uma delícia os jogos com cenários amplos, como os de jogos de futebol.

Mas é a linha Scarlet que acaba sendo a queridinha na hora de escolher um modelo para jogar. Ela é composta por três modelos LCD – de 32 (32LG60UR), 42 (42LG60FR) e 47 (47LG60FR) polegadas - com resolução Full HD (1.920 x 1.080 pixels) nos modelos de 42 e 47 polegadas. Tratam-se de TVs com estrutura slim (apenas 8 cm de espessura) e que trazem acabamento brilhante “glossy” nas cores vermelho e preto. Os preços variam de R$ 2.099,00 (32”) a R$ 4.999,00 (47”).

A Samsung tem um modelo de 50" também interessante, com preço de R$ 5.499,00. Com resolução Full HD (1920 x 1080p), ela é da Série 6, que conta com o design Touch of Color da linha de elite de televisores da marca, além de possuir um contraste real de 30.000:1.


Para quem não precisa de algo tão grande, a Semp Toshiba de 37" (preço médio de R$ 3.690,00) apresenta tela widescreen 16:9 formato cinema, resolução de 1920 x 1080 pixels, taxa de contraste dinâmico de 8.000:1, brilho 500cd/m². Ela tem 3 Entradas HDMI, de áudio e vídeo digital, além de entrada para PC.

Outra ótima opção para quem gosta de telas maiores é o Full-HD de 52" da série 7000, da Philips, que tem preço médio de R$ 3.300,00. A tela tem elegante design fino e resolução 1.080 p. A tecnologia Pixel Plus leva a qualidade da imagem a outra dimensão, com 69 bilhões de cores e HD Natural Motion, fazendo com que os games tenham movimentos mais contínuos e imagens mais nítidas.

A tela LCD de 100 Hz tem 3 ms de tempo de resposta, proporcionando excelente nitidez de movimentos para os jogos mais rápidos. A Double Frame Rate Insertion funciona com uma alta taxa de atualização e duplica a nitidez da reprodução de movimento em relação ao LCD convencional.

Jogos que mais exigem qualidade na TV

Games que exigem o máximo de poder de processamento de computador quase sempre também são os que mais exigem da TV, quando jogados em consoles. Confira abaixo alguns do que pedem uma televisão de primeira linha para serem curtidos em cada detalhe.

Crysis - O nível de detalhamento desse jogo é um dos mais impressionantes da nova geração. As cenas de combate, com explosões realistas, ganham contornos cinematográficos se a TV for de alta definição.

Batman: Arkham Asylum - Os produtores contrataram um especialista exclsuivamente para cuidar dos movimentos da capa do Homem-Morcego. Só isso já exige uma TV com 2 ms de tempo de resposta para acompanhar as nuanças dos movimentos.

God of War III - Outra vez, as cenas de batalha e raios exigem não apenas um bom nível de refresh rates, mas também boa manipulação de cores quentes.

Wolfenstein - Os ataques violentos dos montros ficam mais sanguinários e esteticamente mais chocantes em monitores com mais de 42". A diferença é impressionante.

GTA IV - O nível de detalhamento da cidade ganha um novo patamar quando jogado em telas de 60". Literalmente se transforma em outro jogo. Os "pegas" nas ruas também exigem um tempo de resposta mais apurado do aparelho. Call of Duty: World at War - As cenas de guerra são fantásticas, cheias de detalhes e com movimentação realista que ganham fôlego extra em telas maiores.

Fallout 3 - O RPG de ação tem gráficos muito sofisticados, com contornos finos e cores sutis. Só uma boa TV de alta definição consegue reproduzir tudo em detalhes.

Deadspace - O curioso desse título é o jogo de sombras que adquire importância curiosa no enredo. Os monstros gigantes cheios de pequenos detalhes também "pedem" monitores de primeira linha.

Unreal Tournament III - Tempo de resposta mínimo e refresh out alto são essenciais para a velocidade da ação e das explosões do jogo.

Spore - É impressionante o nível de detalhamento que o jogo pode alcançar com confugurações avançadas em um monitor acima de 42". Eles ganham nova vida. Literalmente.

Assassin's Creed - Aquelas belas torres parecem bonitas em uma TV comum. Mas com resolução de 1080 p elas se transformam em autênticas obras cinematográficas.

Lost Planet: Extreme Conditions - Os imensos cenários de batalhas mostram ações paralelas que só são totalmente visíveis em monitores de alta resolução de última geração.

The Elder Scroll IV: Oblivion - O mundo fantástico recriado neste RPG temn traços finos e abusa dos detalhes, por isso, nada melhor do que um aparelho "generoso" para o jogador ter uma experiência completa em todos os detalhes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário