Eletrobras pretende construir usinas eólicas nos Estados Unidos


A Eletrobras quer construir linhas de transmissão e usinas eólicas nos Estados Unidos, a partir da abertura maior do mercado anunciada recentemente pelo presidente Barack Obama, informou o jornal Folha de S. Paulo do dia 20 de maio.

Segundo o superintendente de operações no exterior da estatal, Sinval Gama, a companhia avalia a compra de algum ativo de transmissão para preparar a entrada no mercado norte-americano. Ele adiantou que busca um empreendimento de pequeno porte.

“Se houver alguma oportunidade, estamos de olho. Avaliamos todo o país, sem nenhuma pressa”, acrescentou Gama, depois de participar do 22º Fórum Nacional, no Rio de Janeiro. O executivo ressaltou que os estados americanos têm regras específicas para ativos de energia elétrica.

Um dos objetivos de Obama é unificar algumas regras, ao incentivar a produção por meio de fontes renováveis, além de construir grandes linhas de transmissão em boa parte do país.
O plano de expansão da transmissão americana prevê investimentos de US$ 60 bilhões. A ideia é concorrer nos futuros leilões que serão feitos para a ampliação da interligação. “Queremos também fazer eólicas. Haverá um bom espaço para a produção de energia limpa e renovável”, projetou Gama.

A Eletrobras também tem estudos para construir usinas e linhas em países como Uruguai, Argentina, Peru, Colômbia, Guiana, Bolívia e Nicarágua. O objetivo da companhia é que 10% do faturamento seja oriundo do exterior em 2020.

Gama avaliou que a entrada no Brasil da estatal chinesa State Grid intensificará ainda mais a disputa parao país se expandir no mercado de transmissão.

Comentários

Postagens mais visitadas